19 de outubro de 2009

Minha Poesia Exclusiva

Fotografia: Arq. Part. - Ópera e Arame (Curitiba/Pr) - Festival de Dança 2008

Todos os meus irmãos quando nasceram a minha mãe escreveu um poema para cada um deles.
Nos poemas ela descreveu as características, as qualidades, as diferenças e os gostos de cada um dos meus irmãos.
O poema da minha irmã Adriele “Nasce um Anjo”, da minha irmã Gabrielle “Nasce um Botão”, da minha irmã Isabelle “Nasce uma Estrela”, e o do meu irmão Diego “Nasce um Príncipe”.
E, quando eu nasci (03/03/1998) chegou a minha vez.

Então, vou apresentá-lo a vocês:

“Nasce o Doce”

Você que agora chega,
qual mel e melado de tão doce,
e o sorriso brilha
em nuvens de algodão doce,
toda branca, leite, pura, inocente,
Chora e sorri.
Você este chocolate branco com pimenta
que reina sobre a casa
e teima para ser a única,
a exclusiva, doce e ardida,
a que chora e sorri,
que briga e apazigua,
que crítica e argumenta,
que olha e vê,
que fala o que escuta,
ouve e sempre diz.
Você que chegou por último,
mas se faz primeira
porque és a caçula.

Você a última cocada branca
do último leite de coco.
Você a única cocada com pimenta,
Que reina soberana.

Autora: Vilma de Souza
Eu sou bem assim doida por doce. Na escola já tive o apelido de docinho, mas por muitas vezes sou uma pimenta se não goso tá escrito na cara, não dá pra disfarçar. Pra me vencer na opinião tem que ganhar no argumento e no entendimento.
Beijos amigos.

Um comentário:

Kátia Ruivo disse...

Adorei a idéia de escrever uma poesia para cada filho, vou adotar!
bjs